Select Page

Anatomia Palpatória Clínica

Vantagens ao tirar essa formação:

  • contacto com um formador experiente, que leciona este conteúdo desde 1998.
  • gestão do tempo para aprendizagem mais ampla com os componentes online;
  • desenvolvimento de habilidades fundamentais para identificar correctamente as estruturas acometidas em um utente;
  • conhecimento das estruturas corporais para a utilização optimizada de todas as outras técnicas da fisioterapia, das terapias manuais, massagens, exercícios.
  • ser muito mais eficiente e eficaz nos tratamentos.

Formação em Anatomia Palpatória para o Sucesso Terapêutico

Esta é uma formação essencial para o desenvolvimento de habilidades importantíssimas na identificação correcta das estruturas acometidas em um utente;

Ela tem a capacidade de alavancar toda e qualquer técnica já dominada, pois aumenta a precisão da aplicação anatômica.

Objetivos:

aperfeiçoar os métodos avaliativos e os métodos de intervenção fisioterapeutica; facilitar a localização e avaliação de estruturas anatômicas como ossos, ligamentos, músculos, septos, nervos, tendões, cartilagens e diversas estruturas; detetar anomalias palpáveis nestas estruturas.

Conteúdo programático:

Tipos de toque e a resposta que se obtém:

  • Não toque, toque cutâneo, toque subcutâneo, toque muscular superficial, toque muscular profundo, toque ligamentar superficial e profundo, toque tendinoso superficial e profundo, toque neural superficial e profundo.

Localização de estruturas de relevância clínica:

A. NOS SEGMENTOS DA COLUNA VERTEBRAL:

  • Processos espinhosos em todos os segmentos, destacando as individualidades;
  • Processos transversos em todos os segmentos, destacando as individualidades;
  • Ligamentos supraespinhosos em todos os segmentos, destacando as individualidades;
  • Ligamentos sacro lombares, sacroilíacos, sacrotuberais;
  • Articulações costovertebrais, esterno costais e conexões costo condrais;
  • Músculos extensores, inclinadores laterais, rotadores e flexores da coluna vertebral cervical;
  • Músculos extensores, inclinadores laterais, rotadores e flexores da coluna vertebral torácica;
  • Músculos extensores, inclinadores laterais, rotadores e flexores da coluna vertebral lombar. Enfoque especial para quadrado lombar, psoas maior e ilíaco;
  • Em destaque os músculos abdominais, com suas diferentes porções e fixações;
  • Músculos intercostais e diafragma, com suas fixações anteriores e posteriores.
  • Artérias e nervos palpáveis no pescoço, plexo braquial e no abdómem.

B. NOS MEMBROS INFERIORES E PELVE:

Ossos

  • Pélvicos: ilíaco, púbis e ísquio;
  • fêmur: trocânter maior e menor, linha áspera, porção palpável do colo femoral, cristas supra condiliana, epicôndilos e côndilos medial e lateral, tróclea e patela.
  • Tíbia: platôs tibiais, tuberosidade da tíbia, crista tibial anterior e medial, superfície anterior e posterior da tíbia, linha articular do joelho e do tornozelo, maléolo interno, sulco dos tendões flexores e túnel do tarso.
  • Perónio: cabeça do perónio, diáfise peronial e maléolo externo. Sulco para o nervo peronial.
  • Pé: calcâneo, tálus, navicular, cuneiformes, cuboide, metatarsos e falanges.

Ligamentos:

  • colaterais interno e externo do joelho, ligamento deltóideo, talofibular anterior e posterior, calcâneo fibular.

Tendões:

  • diferenciar os tendões da região trocantérica, tendões da região isquiática, tendões dos adutores, tendões internos e externos dos flexores do joelho, tendão do quadríceps e tendão patelar, tendões proximais dos gêmeos e do músculo poplíteo, tendão do calcâneo, tendões peroniais, tendões dos flexores dos dedos dos pés, tendão do tibial anterior e do tibial posterior, tendões dos extensores dos dedos.

Músculos:

  • Diferenciar músculos glúteos e piriforme, quadríceps, posteriores da coxa, adutores da anca, poplíteo, gêmeos, solear, peroniais, tibiais anterior e posterior, músculos flexores dos dedos, músculos intrínsecos dos pés.
  • Trígono femoro-inguinal, artéria poplítea.

 

C. NOS MEMBROS SUPERIORES E CINTURA ESCAPULAR;

Ossos:

  • Clavícula, omoplata e seus acidentes ósseos (ângulo superior e inferior, acrómio, espinha, processo coracóide), úmero (tuberosidades maior e menor, sulco intertubercular, sulco biciptal, epicôndilos externo e interno, fossa olecraniana, sulco para o nervo ulnar), rádio (cabeça do rádio, tuberosidade biciptal, membrana interóssea, processo estiloide) cúbito (olecrano, processo estiloide cubital), carpo, metacarpos e falanges);

Ligamentos:

  • Ligamentos esterno-clavicular e acrómio-clavicular, ligamento coracoacromial, aponeurose biciptal proximal, septo intermuscular biciptal, ligamentos colaterais interno e externo do cotovelo, ligamento anular, ligamentos intercarpais, intermetacarpais, ligamentos colaterais internos e externos interfalangeanos, retináculos dos dedos.

Tendões:

  • tendões dos músculos peitoral maior e menor, subescapular, redondo maior, redondo menor, infraespinhoso, cabeça longa do bíceps, distal do bíceps e tríceps. Tendão comum dos extensores, tendão comum dos flexores, tendões dos flexor superficial dos dedos e do extensor comum dos dedos. Identificar o músculo palmar longo e seu tendão.

 Músculos:

  • Peitoral maior e menor, subclávio, subescapular, redondo maior, redondo menor, infraespinhal, bíceps e tríceps. Serrátil anterior, grande dorsal, diferenciação dos ventres dos extensores do carpo e dedos, bem como dos flexores do carpo e dedos. Músculos tenares, hipotenares, interósseos e lumbricais.

Para todos os segmentos:

  • serão localizadas estruturas ósseas, tendinosa, musculares, articulares, neurais, fasciais, septos, vasos sanguíneos, entre outros.
  • A relevância de cada nível de palpação para cada estrutura diferente e os métodos de certificação da localização.
  • Sinais palpáveis das principais alterações nas estruturas identificadas.

Oferta: b-learning

Carga horária: 45 horas

 

Prof. Alexandre Cavallieri Gomes

Prof. Alexandre Cavallieri Gomes

Coordenador

  • Fundador do Sports Doctor.
  • Docente da Escola Superior de Saúde de Santa Maria – Porto – Portugal.
  • Formador em cursos e especializações em Portugal e Espanha,
  • Licenciado e mestre em fisioterapia pela UFSCar,
  • Sócio Honorário, Especialista e Fundador da SONAFE – Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva,
  • Fisioterapeuta de atletas olímpicos e paralímpicos,
  • Consultor clínico para clínicas de fisioterapia no Brasil, Portugal e Suíça,
  • LECTURER OF HONOR concedido pela CALIFORNIA UNIVERSITY
  • Docente no ensino superior desde 1998.
  • Membro de grupos de investigação desde 1994.
  • Fisioterapia Esportiva no Esporte Universitário (UFSCar 1996-99)
  • Fisioterapeuta (clínica) da equipa de andebol Metodista/São Bernardo (2001-2011);
  • Coordenador da Saúde do atleta e Fisioterapeuta da Equipa PSK/Metodista de Skate Profissional (2011-2014);
  • Fisioterapeuta pessoal do atleta Edgard Pereira (Skate vertical e Mega Rampa) de 2012 a 2017;
  • Fisioterapeuta do Voleibol Masculino Adulto de Santo André (2013-2015);
  • Fisioterapeuta do Voleibol Feminino Porto Vólei (2018-2019);
  • Atuação com fisioterapia desportiva em clínica própria desde 2012. Desde 2018 em Portugal.
  • Consultor em Recursos Físicos no Desporto para clubes e clínicas no Brasil, Suíça, Portugal e Estados Unidos.

Entre em contacto

Preencha o formulário abaixo

Clique no quadrado abaixo para receber reposta

12 + 12 =

Reviews

Seja o primeiro a avaliar “Anatomia Palpatória Clínica”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Anatomia Palpatória Clínica”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *